Transformar mg% em mEq/l

Usando o método primário de cálculo você não precisará decorar valores, poderá calculá-los de forma simples e para qualquer substância que se apresente. Traga sempre uma tabela periódica dentro da maleta.

1 – Como calcular quantos miliequivalentes de potássio existe em uma ampola de cloreto de potássio a 10%?
Resposta: dividindo-se a quantidade de KCl em mg pela soma dos pesos atômicos dos elementos.

  1. Calcula-se em mg a quantidade de cloreto de potássio na ampola:

  • Dizer “a 10 por cento” é o mesmo que dizer “10 em 100”, ou seja: 10 g em 100 ml, que é o mesmo que dizer 10.000 mg em 100 ml.

  • Pergunta-se: quantos ml tem na ampola?

Resposta: 10 ml

Portanto: se em 100 ml haveria 10000 mg, em 10 ml há, obviamente, 1000 mg.

  • Concluindo: em uma ampola de 10 ml de KCl a 10% temos 1000 mg de KCl .

  1. Divide-se o valor encontrado pela soma dos pesos atômicos dos elementos envolvidos.

Pesos atômicos = Cloro (Cl): 35,5 + Potássio (K): 39. Soma: 74,5.

Dividindo-se 1000 por 74,5 = 13,4 mEq (1,34 mEq/ml da solução)

2 – Como calcular quantos miliequivalentes de potássio existe em uma ampola de cloreto de potássio a 19,1%?

Resposta: dividindo-se a quantidade de KCl em mg pela soma dos pesos atômicos dos elementos.

  1. Calcula-se em mg a quantidade de cloreto de potássio na ampola:

  • Dizer “a 19,1 por cento” é o mesmo que dizer “19,1 em 100”, ou seja: 19,1 g em 100 ml, que é o mesmo que dizer 19.100 mg em 100 ml.

  • Pergunta-se: quantos ml tem na ampola?

Resposta: 10 ml

Portanto: se em 100 ml haveria 19100 mg, em 10 ml há, obviamente, 1910 mg.

  • Concluindo: em uma ampola de 10 ml de KCl a 19,1% temos 1910 mg de KCl .

  1. Divide-se o valor encontrado pela soma dos pesos atômicos dos elementos envolvidos.

Pesos atômicos = Cloro (Cl): 35,5 + Potássio (K): 39. Soma: 74,5.

Dividindo-se 1910 por 74,5 = 25,6 mEq (2,56 mEq/ml da solução)

3 – Como calcular quantos miliequivalentes de magnésio existe em uma ampola de sulfato de magnésio a 50%?
Resposta: dividindo-se a quantidade de MgSO4 em mg pela soma dos pesos atômicos dos elementos.

a) Calcula-se em mg a quantidade de sulfato de magnésio na ampola:

  • Dizer “a 50 por cento” é o mesmo que dizer “50 em 100”, ou seja: 50 g em 100 ml, que é o mesmo que dizer 50.000 mg em 100 ml.

  • Pergunta-se: quantos ml tem na ampola?

Resposta: 10 ml

Portanto: se em 100 ml haveria 50.000 mg, em 10 ml há, obviamente, 5000 mg.

  • Concluindo: em uma ampola de 10 ml de MgSO4 a 50% temos 5000 mg de MgSO4 .

b) Divide-se o valor encontrado pela soma dos pesos atômicos dos elementos envolvidos.

Pesos atômicos = Magnésio (Mg): 24 + Enxofre (S): 32 + Oxigênio (O4): 16 x 4 = 64. Soma: 120

Dividindo-se 5000 por 120 = 41,6 mEq (4,16 mEq/ml da solução)